Operação aponta desvios de R$ 11 milhões no Museu do LULA - ESTADO SP

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Operação aponta desvios de R$ 11 milhões no Museu do LULA - ESTADO SP

Mensagem  forum vitimas Bancoop em Ter Dez 13 2016, 09:27

Operação aponta desvios de R$ 11 milhões 

no Museu do Trabalhador



Fraudes teriam envolvido três secretários do município, o principal reduto do PT



Fabio Serapião, Fábio Fabrini, Mateus Coutinho e Fausto Macedo
13 Dezembro 2016 | 10h13




Construção do Museu do Trabalho e do Trabalhador FOTO DIVULGAÇÃO


A licitação do Museu do Trabalhador, empreendimento criado para homenagear 

o movimento sindical do ABC paulista que foi o berço político do ex-presidente
 Lula teria sido fraudada com desvios de R$ 11 milhões. 


As informações são das
 investigações da Procuradoria da República em São Paulo na Operação Hefesta,
 deflagrada hoje para investigar as suspeitas de desvios na obra.

Conhecido popularmente como “Museu do Lula”, o espaço está em construção ao
 lado do Paço Municipal, em São Bernardo do Campo. 


A investigação aponta que  três secretários do município teriam formado uma
organização criminosa junto com cinco empresários para fraudar a licitação e
 desviar o dinheiro desde 2010 do projeto. 


A investigação aponta ainda que há
 R$ 19 milhões aprovados pela Lei Rouanet para o projeto e, segundo 
a Procuradoria, um dos objetivos é evitar que estes recursos sejam aportados
 no empreendimento.

A operação foi autorizada pela 3ª Vara Federal de São Bernardo do Campo, que 
aceitou todos os requerimentos do Ministério Público Federal, da prisão temporária 
de 8 pessoas, incluindo o secretário de obras de São Bernardo Alfredo Luiz Buzzo,
 o sub-secretário de obras do município Sérgio Suster e secretário de Cultura 
Osvaldo de Oliveira Neto, além de cinco empresários.

Também estão sendo cumpridos 8 mandados de condução coercitiva (quando
 a pessoa é levada a depor pela PF) e de 8 mandados de busca e apreensão.

O cumprimento dos mandados ocorre em 9 cidades brasileiras, simultaneamente:
 São Paulo, São Bernardo do Campo, Brasília, Santana do Parnaíba, Santos, São
 Vicente, Rio de Janeiro, Barueri e Brasília.


Segundo o Ministério Público Federal, um inquérito policial foi aberto pela Polícia
 Federal em 2015, dois anos após o MPF em São Bernardo do Campo ter iniciado
 as investigações em um inquérito civil público.


A apuração, que contou também com a participação da Controladoria Geral da 
União (CGU), demonstrou a existência de uma organização criminosa instalada
 em São Bernardo do Campo, que, por meio dos crimes de fraude à licitação,
 fraude na execução de contrato administrativo , peculato (desvio de dinheiro),
 inserção de informação falsa em sistemas informatizados de dados da
 Administração Pública e falsidade ideológica, teria desviado cerca de R$ 11 milhões 
desde junho de 2010 até hoje durante o processo de construção do Museu do 
Trabalho e do Trabalhador.


A operação visa impedir ainda que mais R$ 19 milhões, aprovados em projeto de 
incentivo cultural pelo Ministério da Cultura, com recursos da lei Rouanet, sejam
 concedidos ao museu. Para o MPF, o projeto tem o mesmo objeto do convênio
 e, portanto, é uma duplicação de recursos, o que resultaria, portanto, em novos
 danos aos cofres públicos.


A operação recebe o nome de Hefesto, que na mitologia grega era o nome do 
deus do trabalho, do fogo, dos artesãos, dos escultores e da metalurgia.



http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/operacao-aponta-desvios-de-r-11-milhoes-no-museu-do-trabalhador/

forum vitimas Bancoop
Admin

Mensagens : 6841
Data de inscrição : 25/08/2008

http://bancoop.forumotion.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum